Caixa Econômica Estuda Melhorias Para O Mercado Imobiliário 06 Sep 2018


No final do mês de agosto, o Sindicato da Habitação (Secovi) promoveu em sua sede, a 15ª edição da Convenção Secovi, um dos eventos mais relevantes para o ramo imobiliário. Durante dois dias foram realizados painéis com empresários do setor para discussão e reflexão sobre a perspectiva econômica do país.

Entre os convidados, o Diretor Executivo de Habitação da Caixa Econômica Federal, Paulo Antunes de Siqueira marcou presença na convenção e participou do painel de abertura “Brasil de hoje e de amanhã”. “Acredito que cada vez que nós, humanos, queremos melhorar, precisamos conversar mais e debater este ou aquele assunto para que possamos compreender as dificuldades e propor as transformações. Transforme-se como é o tema da convenção, eu acredito que tem tudo a ver com o momento que o nosso país atravessa e qual a necessidade que o mercado imobiliário do nosso país precisa enfrentar”, contou Paulo Antunes de Siqueira, Diretor Executivo de Habitação da Caixa Econômica Federal.

Na ocasião, o diretor falou das melhorias que o banco estuda para o setor e comentou ainda sobre os resultados conquistados pela Caixa. “O resultado do primeiro semestre da Caixa foi expressivo. Demonstrando que é possível uma empresa ser estatal, ser forte e entregar ao país o resultado ele precisa. Eu acredito também que não só contribuindo de forma construtiva para o país, mas também apresentado para toda sociedade brasileira estudos sobre habitação.”

De acordo com Siqueira, o estudo demonstra reflexões importantes. “Nós estudamos qual foi o comportamento do mercado imobiliário da habitação do nosso País na última década. Nós tivemos a melhor década da história desse país, pois saímos de 1.8 da participação do Pib para 9.5 é um crescimento extraordinário. Saímos de 5% do crédito para 20.2% do crédito. Foram realizadas mais de 10 milhões de moradias. Essas constatações dentro desse estudo poderia significar motivo de comemorações e realmente significam, no entanto, a conclusão que a gente chega é que diante de tudo isso, o déficit aumentou nesse período, é em cima dessas reflexões que nós temos várias propostas, várias indicações para melhoria do mercado imobiliário em nosso país.”

No final do mês de agosto, a Caixa Econômica Federal divulgou uma boa notícia para quem está de olho na casa própria. O banco anunciou a redução das taxas para financiamento de imóveis. No caso do SFH (Sistema de Financiamento Habitacional), os juros caíram de 9% para 8,75% ao ano; no SFI (Sistema Financeiro Imobiliário), de 10% para 9,5% ao ano.

Para quem pretende comprar imóveis usados, também há novas regras: o limite de financiamento subiu de 70% para 80%. “Trata-se de uma notícia animadora, porque as pessoas interessadas em imóveis usados precisarão despender menos recursos para entrada. Desse modo, mais compradores serão inseridos no mercado imobiliário”, avalia Flávio Prando, vice-presidente de Intermediação Imobiliária e Marketing do Secovi-SP.

Fonte: ZN Imóvel