421 Apartamentos para alugar em Niterói

São Francisco, Niterói - RJ

Apartamento para Venda/Aluguel com 4 Quartos, 150m²

Quartos Suites W.C. Vagas M2 M2T
4 2 4 2 150 0
Charitas, Niterói - RJ

Apartamento para Aluguel com 2 Quartos, 88m²

Quartos Suites W.C. Vagas M2 M2T
2 2 2 2 88 0
Icaraí, Niterói - RJ

Apartamento para Venda/Aluguel com 3 Quartos, 140m²

Quartos Suites W.C. Vagas M2 M2T
3 1 3 1 140 0
Piratininga, Niterói - RJ

Apartamento para Venda/Aluguel com 3 Quartos, 140m²

Quartos Suites W.C. Vagas M2 M2T
3 1 2 2 140 0
Santa Rosa, Niterói - RJ

Apartamento para Venda/Aluguel com 2 Quartos, 69m²

Quartos Suites W.C. Vagas M2 M2T
2 1 3 1 69 0
São Francisco, Niterói - RJ

Apartamento para Venda/Aluguel com 4 Quartos, 170m²

Quartos Suites W.C. Vagas M2 M2T
4 2 4 3 170 0
Icaraí, Niterói - RJ

Apartamento para Aluguel com 2 Quartos, 70m²

Quartos Suites W.C. Vagas M2 M2T
2 0 2 0 70 0
Ingá, Niterói - RJ

Apartamento para Venda/Aluguel com 3 Quartos, 116m²

Quartos Suites W.C. Vagas M2 M2T
3 1 1 1 116 0
Itaipu, Niterói - RJ

Apartamento para Venda/Aluguel com 2 Quartos, 86m²

Quartos Suites W.C. Vagas M2 M2T
2 1 2 2 86 0
Itaipu, Niterói - RJ

Apartamento para Aluguel com 3 Quartos, 120m²

Quartos Suites W.C. Vagas M2 M2T
3 1 2 2 120 0
Itaipu, Niterói - RJ

Apartamento para Aluguel com 2 Quartos, 68m²

Quartos Suites W.C. Vagas M2 M2T
2 0 1 0 68 0
Icaraí, Niterói - RJ

Apartamento para Aluguel com 2 Quartos, 70m²

Quartos Suites W.C. Vagas M2 M2T
2 0 1 0 70 0
Itaipu, Niterói - RJ

Apartamento para Aluguel com 2 Quartos, 100m²

Quartos Suites W.C. Vagas M2 M2T
2 1 2 2 100 0
Itaipu, Niterói - RJ

Apartamento para Aluguel com 2 Quartos, 90m²

Quartos Suites W.C. Vagas M2 M2T
2 1 2 0 90 0
Pendotiba, Niterói - RJ

Apartamento para Aluguel com 2 Quartos, 57m²

Quartos Suites W.C. Vagas M2 M2T
2 1 1 1 57 0
Centro, Niterói - RJ

Apartamento para Aluguel com 2 Quartos, 60m²

Quartos Suites W.C. Vagas M2 M2T
2 0 1 1 60 0
Vital Brasil, Niterói - RJ

Apartamento para Aluguel com 4 Quartos, 200m²

Quartos Suites W.C. Vagas M2 M2T
4 2 3 2 200 0
Camboinhas, Niterói - RJ

Apartamento para Aluguel com 1 Quartos, 50m²

Quartos Suites W.C. Vagas M2 M2T
1 1 1 1 50 50
Camboinhas, Niterói - RJ

Apartamento para Aluguel com 1 Quartos, 50m²

Quartos Suites W.C. Vagas M2 M2T
1 1 1 1 50 50
Camboinhas, Niterói - RJ

Apartamento para Aluguel com 1 Quartos, 50m²

Quartos Suites W.C. Vagas M2 M2T
1 1 1 1 50 50
Icaraí, Niterói - RJ

Apartamento para Aluguel com 2 Quartos, 80m²

Quartos Suites W.C. Vagas M2 M2T
2 0 2 1 80 0
Ingá, Niterói - RJ

Apartamento para Venda/Aluguel com 3 Quartos, 126m²

Quartos Suites W.C. Vagas M2 M2T
3 1 2 1 126 0
Avenida Jornalista Alberto Francisco Torres, 69 - Icaraí, Niterói - RJ

Apartamento para Venda/Aluguel com 2 Quartos, 60m²

Quartos Suites W.C. Vagas M2 M2T
2 0 1 0 60 70
Charitas, Niterói - RJ

Apartamento Duplex para Aluguel com 2 Quartos, 110m²

Quartos Suites W.C. Vagas M2 M2T
2 0 2 2 110 0
Icaraí, Niterói - RJ

Apartamento para Venda/Aluguel com 3 Quartos, 90m²

Quartos Suites W.C. Vagas M2 M2T
3 0 2 0 90 0
Icaraí, Niterói - RJ

Apartamento para Aluguel com 1 Quartos, 28m²

Quartos Suites W.C. Vagas M2 M2T
1 0 1 0 28 0

Conheça a cidade de Niterói, RJ e as oportunidades imobiliárias da região

Niterói é uma cidade do Estado de Rio de Janeiro, os bairros onde temos mais opções de imóveis para Aluguel são: Icaraí, Santa Rosa, Ingá, Fonseca, Piratininga, Jardim Icaraí, Itaipu, São Francisco, Centro, Pendotiba, Camboinhas, Maria Paula, Barreto, Charitas, Vital Brasil. Outras cidades deste estado com mais imóveis para Aluguel em nossa base são Rio de Janeiro, Duque de Caxias, Teresópolis, São Gonçalo, São Pedro da Aldeia, Armação dos Búzios, Rio Janeiro, Iguaba Grande, Itaboraí.

Veja também outros tipos de imóveis para alugar em Niterói:

Apartamentos Niterói para alugar

Niterói é uma cidade litorâneo encontrada na região metropolitana do Rio de Janeiro e tem sua fundação no ano de 1573. Conta com uma população estimada em 511. 786 habitantes conforme o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) no ano de 2018 além de uma área territorial total avaliada em 133,757 km².

O clima é tropical com temperaturas entre 19º graus de mínima e 29º graus de máxima em dias comuns. Entre toda sua área litorânea Niterói conta com as praias conhecidas como: Praia de Fora, Praia do Imbuí, Praia de Piratininga, Praia de Camboinhas, Praia de Itaipu, Praia de Itacoatiara, Praia do Sossego, Praia Adão e Eva e Prainha.

Niterói conta com transporte público e intermunicipal, já que muitos precisam se deslocar para a cidade do Rio de Janeiro todos os dias, e essa travessia se faz pela Ponte Rio-Niterói. Já na educação o município conta com escolas, faculdades e universidades públicas e privadas de alta qualidade e que atendem um grande número de estudante de toda região metropolitana. Para a saúde conta com opção do setor público, assim como diversas outras particulares ou conveniadas. Você encontra entre UBS (Unidade Básica de Saúde) e UPA (Unidade de Pronto Atendimento).

Morar em Niterói é para aqueles que buscam um município com boa infraestrutura e qualidade de vida, além de estar com contato direto a natureza e as belezas das praias. Pois a cidade disponibiliza todos os recursos que os moradores necessitam então se você deseja morar em Niterói saiba abaixo alguns tipos de imóveis que encontrará por lá e que a maioria são apartamentos para alugar.

Conheça algumas características de apartamentos para alugar na cidade de Niterói:


Apartamento 1
Apartamento para alugar com 01 dormitórios e área de 50m². Imóvel se encontra em ótima localização e fica entre 5 e 10 minutos da praia de Icaraí. Apartamento todo reformado, arejado e bem iluminado. Com uma vista panorâmica de fazer inveja a qualquer um e com 51m² bem aproveitados para o dia a dia. Imóvel com dois quartos, um banheiro, ar condicionado split já instalado, ainda, com cozinha integrada toda reformada.


A unidade oferece 02 vagas coberta para automóvel na garagem. O condomínio onde o imóvel se encontra conta com salão de festas amplo e todo equipado com cozinha, banheiros, freezers, cadeiras e mesas. Playground com parquinhos e brinquedos, bicicletário, quadra esportiva. Condomínio com câmeras de monitoramento nas áreas comuns para segurança dos moradores e seus visitantes. Estacionamento para motos em área coberta e portaria 24 horas. Ótima infraestrutura, principalmente se comparado a outras locações nos bairros de Icaraí e Jardim Icaraí.

O bairro possui diversos supermercados, padarias, universidades, veterinárias, casas de festas, entre outros comércios e serviços. Ainda, próximo ao movimentado comércio do Largo do Marrão com seus bancos, restaurantes, lanchonetes, lojas de diversos seguimentos, bares, clínicas, escolas e vários outros pontos. Também fica junto ao polo gastronômico do Jardim Icaraí e fica a poucos minutos do arborizado parque do Campo de São Bento, do bairro de Icaraí, da charmosa Rua Coronel Moreira César e do badalado calçadão da Praia de Icaraí.

More com conforto, segurança e qualidade, traga sua família e vive em um bairro seguro e próximo a praias de toda a cidade, além de todas outros disponibilidades que você possa precisar.

Os edifícios onde são encontrados esses apartamentos são completamente seguros, com vigia 24 horas e dispõe de todas as comodidades que você merece.

Apartamento para alugar entre R$1.000,00 a R$1.500,00 por mês


Apartamento 2
Apartamento pra alugar com 02 dormitórios e área de 100m². Localizado no bairro Icaraí na cidade do Niterói-RJ. Imóvel dispõe de localização perfeita e ótimo oportunidade de morar no centro do bairro mais desejado de Niterói. Imóvel reformado, com ótima planta, estilo tradicional, funcional e muito bem distribuída.
 

Ideal para quem busca localização privilegiada e com infraestrutura mais do que completa de entorno. Conta com sala ampla e confortável para criar dois ou mais ambientes distintos e de fácil mobilidade. Unidade com 02 quartos, sendo 01 suíte com closet privativo e armário instalado. Circulação bem aproveitada, com pouca perda de espaço útil. Banheiro com armário e ventilação espontânea.


Cozinha com ótima distribuição, ampla, arejada e com armários planejados, ainda, área de serviço com dependência de empregada, que também possui armários instalados. A unidade possui 02 vagas para automóveis na garagem. O imóvel encontrasse em um prédio com portaria 24 horas, lazer diversificado, gradeado e com circuito interno de tv. Viver na praia e próximo ao calçadão mais bem frequentado da cidade. Próximo aos supermercados Prezunic, Real e ao Princesa.


Junto a todo comércio das Ruas Gavião Peixoto e Coronel Moreira César, ainda, contando com toda infraestrutura de padarias, shoppings, lojas renomadas, cursos de línguas, escolas, reitoria da Universidade Federal Fluminense, teatro, cinema, clínicas, parques e praças ao ar livre, restaurantes e lanchonetes, entre outros atrativos além de ter acesso rápido à mobilidade urbana variada. Se você busca qualidade de vida e segurança é aqui que você irá encontrar, venha morar com a sua família.

Apartamento para alugar entre R$2.500,00 a R$3.000,00 por mês

Apartamento 3

Apartamento para alugar com 02 dormitórios para alugar, 75 m². Conta com 02

dormitórios e localização mais que privilegiada. Edificação de frente a praia mais charmosa de Niterói. Imóvel todo montado, pronto uso! Unidade com planta tradicional; ampla, bem iluminada e ventilada. Sala confortável e espaçosa, com bela vista parcial para o mar.

Circulação pequena e funcional, banheiro grande e com ventilação espontânea, mais, 02 quartos com armários e camas boxes. Cozinha com ótima mobilidade, toda pronta, com armário planejado e acesso de serviço independente. Ainda, área de serviço com tanque e máquina de lavar roupas de 09 quilos, mais, dependência completa de empregada.

O imóvel conta ainda com iluminação guia-decorativa em todos os cômodos secos. Prédio com belo jardim frontal, portaria 24 horas, gradeado e com circuito interno de TV realizado por câmeras, para proteção e segurança de seus moradores e convidados. Favor consultar a permanência dos eletrodomésticos e mobiliários.


Na quadra da praia, junto ao calçadão mais bem frequentado da cidade. Ao lado do tradicional Clube de Regatas e próximo a reitoria da Universidade Federal Fluminense, que conta com diversas exposições artísticas de renome, além de sessões de cinema e teatro. Ainda, junto ao comércio da Rua Coronel Moreira César e todo o seu charme.


Bem próximo também ao Hortifrutti, o supermercado Princesa e o Nando, com também a toda infraestrutura de padarias, shoppings, lojas renomadas, cursos de línguas estrangeiras, escolas, reitoria da Universidade Federal Fluminense, teatro, cinema, clínicas, parques e praças ao ar livre, restaurantes e lanchonetes, entre outros atrativos; acesso rápido à mobilidade urbana variada. Diversas linhas de ônibus municipais e para o Rio.

Apartamento para alugar entre R$1.500,00 a R$2.000,00 por mês

Apartamento 4
Apartamento para alugar com 03 dormitórios para alugar e área de 200m². Ótima localização. Junto à praia mais charmosa de Niterói. Imóvel com planta ampla, bem distribuída, ventilada e iluminada. Sala com espaço e conforto para criar dois ambientes distintos e de fácil mobilidade. Unidade com 03 quartos sendo um com suíte privativa; banheiro com ventilação espontânea, cozinha com excelente distribuição, ainda, área de serviço ampla e com ótima insolação, mais, banheiro privativo de empregada.

O imóvel acabou de passar por reformas em suas instalações elétricas e hidráulicas. Prédio com portaria 24 horas, salão de festas amplo e com ar condicionado, espaço gourmet, salão de jogos, mini quadra, área infantil, piscina, sauna e churrasqueira com wi-fi para os moradores e visitantes, além de todo gradeado e com circuito interno de TV oferecendo aos usuários maior segurança.


Favor consultar os itens que permanecerão em locação. Localização mais que bem servida. Próximo a diversos pontos turísticos e culturais de um dos bairros mais tradicionais da cidade, como o Museu de Arte Contemporânea (Oscar Niemeyer), Museu das Artes do RJ, da Praça do Jambeiro e seu renomado restaurante Solar do Jambeiro, além de todo comércio e serviços espalhados pela região, em grande oferta.

A poucos minutos da Praia de Icaraí e seu frequentado calçadão; ainda, próximo também das faculdades de Direito, Economia e Engenharia da UFF. Acesso rápido ao melhor shopping da cidade, o Plaza Shopping e da estação hidroviária de Niterói que nos liga ao RJ.

Ainda, colégios tradicionais, lavanderias, lojas de utilidades, padarias, bares, restaurantes, igrejas, além de acesso a diversas rotas da cidade, entre outros atrativos; acesso rápido à mobilidade urbana variada. Bairro arborizado e dotado de acessibilidade para portadores de necessidades especiais.
 

Apartamento para alugar entre R$2.000,00 a R$3.000,00 por mês

Se você gostou desse conteúdo ou se interessou pelos exemplos de apartamentos para locação e deseja saber mais sobre outros como esse clique aqui. Saiba mais também sobre imóveis à venda/locação de qualidade em lugares seguros e tranquilos em todo o Brasil. Os valores acima são cotados para a data de 16/09/2019, podendo então variar sem aviso prévio e são de total responsabilidade do anunciante.

-Apartamento para alugar
-Apartamento para locação
-Morar em Niterói
-Imóveis para locação

-Alugar em Niterói

Imóveis para alugar - RJ

Passo a passo para alugar imóvel:

Se você não sabe como funcionam todas as etapas desde busca, localização e documentação na hora de procurar um imóvel confira cada uma delas!

Primeiro se faz uma pesquisa na internet:

Apartamentos aluguel rio de janeiro rj mobiliado - Apartamentos aluguel rio de janeiro rj zona sul - Apartamentos aluguel rio de janeiro rj av prefeito dulcidio cardoso - Apartamentos aluguel rio de janeiro rj estrada bandeirantes - Apartamentos aluguel rio de janeiro rj avenida vice presidente jose Alencar – Esses e outros termos são utilizados para encontrar um imóvel na região do Rio de Janeiro.

Alugar imóvel não é uma tarefa simples e vai além de escolher a localização e o tamanho da moradia. Antes de fazer as malas e pensar na decoração, o candidato a inquilino precisa pensar em uma série de ações que devem ser executadas antes de chegar ao lar doce lar. Veja a seguir quais passos você deve tomar para alugar um imóvel com tranquilidade!

1. Escolha a região em que gostaria de morar

O primeiro passo para encontrar o imóvel dos seus sonhos é identificar em qual região você gostaria de morar. Nesse momento, é preciso ser pragmático. Mais do que elencar os bairros mais atraentes da sua cidade, é importante escolher uma área cujos custos sejam condizentes com o seu estilo de vida, seus hábitos e a região onde você trabalha.

Não deixe de avaliar também qual é o tamanho do imóvel que você precisa, calculando de acordo com a quantidade de pessoas que vão morar ali, quantos carros possuem, se ficam muitas horas por dia dentro de casa e se têm animais de estimação que serão levados para a casa nova.

2. Calcule quanto você pode gastar com o aluguel

Outra análise que deve ser feita é se o custo do imóvel cabe no orçamento da pessoa ou da família que vai morar ali. Além do valor do aluguel, leve em consideração o valor do condomínio e outras taxas.

Para fazer esse cálculo, considere que o valor do aluguel é o equivalente a 20% do seu salário mensal. Depois, aplique reajustes de 10% sobre este valor até chegar no final do seu contrato. Esse valor final deve ser a média de preço que você poderá gastar com o aluguel.

3. Use a tecnologia para encontrar um imóvel

Agora que você já tem uma boa ideia de qual tipo de imóvel está buscando e em que parte da cidade, é hora de começar a procurar efetivamente. Você pode abrir várias frentes na busca do imóvel ideal: falar com amigos, bater perna nas ruas dos bairros escolhidos e perguntar ou buscar a consultoria de imobiliárias, por exemplo.

Além dessas possibilidades, uma ferramenta muito útil que não pode ser deixada de lado é a internet, com os portais de anúncios de imóveis. Nos portais, além de ver fotos, mapas e detalhes do apartamento ou da casa, também é possível comparar as opções, limitando preço, tamanho, número de quartos, suítes, vagas de carro.

4. Fique atento aos documentos e às leis do inquilinato

Depois de escolher o imóvel ideal, veja quais são as condições para alugar. Atualmente, os locatários optam por fiador (quando um terceiro, proprietário de imóvel, garante o pagamento do aluguel caso o inquilino não faça), seguro fiança (quando uma instituição financeira faz o papel do fiador) ou depósito (normalmente os locatários pedem de duas a três vezes o valor do aluguel, que será devolvido ao final do contrato).

No contrato de locação deve constar também o prazo mínimo do aluguel. Em média, são 30 meses, mas é possível negociar períodos mais baixos. Outros itens que devem estar claramente descritos no contrato são os índices de reajuste que serão usados, o valor do aluguel, os encargos que serão pagos pelo locador e os que o locatário deve pagar. A lei que cuida dos aluguéis é a Lei 8245 de 18 de outubro de 1991.

Seus documentos também devem estar em dia, pois muitas imobiliárias e proprietários pedem comprovantes de renda e residência, além de atestados como “nada consta” em SPC e Serasa, mesmo não sendo uma obrigação por lei. Os documentos do imóvel também devem estar em dia, para que você evite se envolver em questões com os proprietários.

5. Conheça os principais deveres do locador e inquilino?

Além de entregar o imóvel em condições de uso, ou seja, com vasos sanitários em bom estado, sem vazamentos, infiltrações, mofo ou outra condição que coloque a vida dos habitantes do imóvel em risco, o locador deve fornecer recibo ao inquilino, custear as cotas extras do condomínio, como reformas estruturais e fundo de reserva.

O IPTU, taxas gerais e taxa de incêndio podem ser pagas pelo locador ou pelo inquilino, dependendo do contrato firmado entre as partes.

Já o inquilino tem como obrigação entregar o apartamento na mesma condição recebida na hora de sair, pagar o condomínio e não modificar o imóvel sem o consentimento prévio e por escrito do proprietário. Segundo a lei do inquilinato, o não pagamento do aluguel no prazo definido entre o proprietário e o locatário pode levar ao despejo, mas atrasos podem ser negociados entre as partes.

6. Viste antes de alugar imóvel

Antes de assinar o contrato final e pegar as chaves, faça algumas visitas, em horários e dias diferentes, para saber quais são os horários de sol no apartamento e quais ambientes recebem a luz solar, se a sua rua tem algum horário ou dia de maior movimento ou barulho; se há bloqueio da rua em alguma data, como carnaval, festas da cidade.

Pergunte se o condomínio tem alguma proibição para a posse de animais domésticos, como são administradas as vagas para carros e o uso das áreas comuns. Essa será a sua casa por um tempo, não deixe de pensar em tudo que gostaria de fazer ali e tire suas dúvidas antes de fechar negócio.

7. Fique atento às regras para a mudança

Contrato assinado, hora de planejar sua mudança! Faça uma vistoria final para garantir que tudo o que foi combinado no contrato está de acordo, evitando também dores de cabeça na hora de sair do imóvel ao final do contato.

Peça informação ao síndico ou administrador do condomínio para saber quais são os horários permitidos para carga e descarga, entrada de móveis e recebimento de entregas. Caso você

identifique a necessidade de alguma obra no imóvel, converse primeiro com o proprietário, para saber quem pode pagar pela obra ou se pode haver uma redução no valor do aluguel.

Não se esqueça de fazer a transferência de contas como luz, gás e telefone, do nome do proprietário para o seu nome, logo que mudar.

8. Na saída, deixe tudo bem acertado:

Quando for deixar o imóvel, não se esqueça de avisar com 30 dias de antecedência ao proprietário, por escrito e com protocolo na imobiliária que intermediou o contrato.

Também veja em seu contrato se existe uma multa contratual para sair antes do prazo final negociado. Em alguns casos, se faltar menos de 10 meses, muitos proprietários cobram uma multa proporcional ao tempo. Em outros casos, se você conseguir um novo inquilino, pode haver um abono desta multa ao transferir o contrato para o outro

Alugando um imóvel: tudo o que você precisa saber:

Coisas que você precisa saber para alugar um imóvel! Na minha cabeça, para alugar um imóvel era a coisa mais simples do mundo. Você encontrava o lugar ideal, ia até a imobiliária responsável, preenchia formulários e pronto! O lugar é seu. Bom, mas a verdade é que é a realidade é bem diferente, e alugar um imóvel pode ser uma verdadeira dor de cabeça com tantas burocracias.

Comigo foi assim, eu tinha até um bom prazo para começar a procurar apartamento e me mudar. E por isso nem estava muito preocupada.

Mas isso foi até uma leitora deixar um comentário dizendo que quanto antes eu começasse a procurar era melhor (e ela é daqui da minha cidade!). Pensei sobre isso e resolvi começar a dar uma olhadinha nos imóveis.

Afinal, como eu ainda tinha um tempo para me mudar, ficar olhando muitos apartamentos poderia ser ruim, pois pelo tempo eles poderiam ser alugados para outra pessoa. Mas mesmo assim eu resolvi olhar e a grande surpresa nem foi perceber que 99% dos imóveis eu não gostava. A surpresa mesmo foi saber como a burocracia era grande!

E para ajudar vocês, resolvi escrever esse post com dicas e soluções que vocês podem buscar na hora de alugar o seu imóvel.

Fiador: é a pessoa que fica responsável por você caso não haja pagamento do aluguel. A pessoa deverá ter alguma posse como imóvel, carro ou lote. Mas lembrando que há diferença de imobiliária para imobiliária e algumas aceitam apenas o imóvel como garantia. Algumas também pedem dois fiadores, renda comprovada de três vezes o valor do aluguel + taxas e o nome do fiador deve estar totalmente sem pendências.

Caução: foi a opção que eu usei para alugar o meu apartamento e acredito ser uma das melhores opções. O caução é uma opção que você deposita três meses de aluguel na conta do locador e esse valor fica retido até você sair do imóvel.

Ou você também pode conversar para que ele seja usado para os três últimos meses do seu contrato. Mas de qualquer forma o dinheiro é seu. No entanto, ele fica retido como garantia. Também é preciso consultar, pois algumas imobiliárias pedem apenas o valor do aluguel, já outras cobram o valor do aluguel + taxas ou não trabalham com essa opção.

Título de capitalização: em algumas imobiliárias que eu fui, eles me deram a opção de fazer um título de capitalização. Que no caso era 10 vezes o valor do aluguel. É uma opção meio inviável, mas é uma saída para quem não quer fiadores. Mas acho que só vale mesmo se você gostou muito do imóvel, tiver essa grana sobrando e eles não aceitarem nenhuma outra opção.

Seguro fiança: essa também é uma opção bem interessante. Você procura por uma seguradora que ofereçam o serviço de seguro fiança e assim ficam responsáveis como seus fiadores perante a imobiliária.

O custo do serviço é calculado diretamente na seguradora, levando em conta o valor do aluguel + taxas do imóvel que você quer. Eu cheguei a cogitar essa opção e na simulação que fizeram para mim, o valor ficou em cerca de 2 vezes o valor do aluguel.

Aí você pode se questionar o motivo de eu não ter escolhido essa opção (já que o valor seria menor que o caução). O motivo é que essa taxa deve ser paga anualmente, enquanto o caução é apenas uma vez. Ah, e eles parcelam esse valor em 12 vezes.

E para ajudar vocês, resolvi escrever esse post com dicas e soluções que vocês podem buscar na hora de alugar o seu imóvel.

Documentação necessária: no meu caso foi necessários meu CPF, identidade, comprovante de residência e um comprovante de renda. Mas isso vai depender da imobiliária. Quando você se interessa por um imóvel, eles te entregam um formulário que é chamado de “proposta” e lá possuí todas as informações de documentação sua e dos fiadores, caso houver.

Contrato: é a garantia de ambas as partes. É preciso ler com bastante cautela e se você sentir necessidade, leve até o seu advogado. Após a sua assinatura é preciso “reconhecer firma” do mesmo, o que é feito em cartórios.

 Vistoria: a vistoria é um documento que a imobiliária encaminha para você enunciando tudo o que contém no apartamento (inclusive seus defeitos). No final do contrato é necessário que você devolva o imóvel do jeito que recebeu. Se você não concorda com algo e acha que faltou alguma coisa (uma mancha no azulejo do banheiro, por exemplo), anote tudo e encaminhe para o responsável. Pois isso pode te livrar de futuras dores de cabeça, de ter que consertar um problema que já estava no apartamento.

Saída antes do tempo previsto no contrato: se você precisa se mudar antes do prazo estipulado no contrato, você deverá pagar uma multa estipulada pela imobiliária. E em caso de transferência no emprego, não há necessidade de pagar a taxa.

Aumento no aluguel: no contrato de locação virá descrito sobre um reajuste anual no valor do seu aluguel. Porém aumentos repentinos não poderão ser feitos sem o consentimento do locatário.

Aviso prévio: se os meses descritos no contrato acabaram e você tem interesse em sair do imóvel, é preciso avisar com 30 dias de antecedência na sua imobiliária por meio de um documento escrito.

Saída do imóvel: a imobiliária vai pedir o apartamento da maneira que entregaram a você. E isso incluí as paredes pintadas e todos os itens do imóvel descritos na vistoria (e em perfeito estado). É ótimo quando eles te dão a opção de taxa de pintura, pois quando você se muda eles mesmo contratam uma pessoa para pintar e o imóvel.

E esses são os pontos importantes na hora de alugar um imóvel. Espero ter ajudado vocês!

Vai alugar um imóvel? Confira tudo o que você precisa saber

Inquilino precisa checar as condições físicas do imóvel e a forma de garantir o pagamento. Proprietário deve buscar informações de quem quer alugar

Não dá para ter pressa na hora de alugar um imóvel, alguns detalhes fazem a diferença para escolher bem e não ter problemas no futuro.

Para facilitar a busca e evitar dor de cabeça, o R7 conversou com especialistas e reúne algumas dicas com os principais cuidados e também o significado de alguns termos usados nesse mercado.

De acordo com pesquisa do Creci de São Paulo (Conselho Regional de Corretores de Imóvel), a locação de imóveis aumentou no mês de fevereiro. E os novos aluguéis subiram em média 1,2%, por isso, vale a primeira regra: pesquise.

“É muito importante comparar valores e condições dos imóveis, muitas vezes é possível alugar um imóvel com um cômodo a mais por uma diferença pequena de valores”, diz o presidente do Creci, José Augusto Viana Neto.

Na pesquisa realizada pelo Creci, em São Paulo foram alugados 57,06% do total em apartamentos e 42,94% em casas. Os imóveis com aluguel médio de até R$ 1.200 foram os preferidos dos novos inquilinos e somaram 53,75% do total de locações contratadas nas imobiliárias consultadas. “Imóveis mais baratos são os mais disputados, aqueles de maior valor têm procura menor, mais fácil de encontrar imóveis vagos e de negociar valores”.

 “Confira se o valor cobrado é adequado e se está de acordo com o mercado”, observa o advogado e especialista em Direito Imobiliário Márcio Bueno. “A pessoa também precisa ficar muito atenta, no caso de apartamentos ou condomínios, aos valores do condomínio e do IPTU. Somados com o valor do aluguel não podem comprometer 30% da renda familiar”. O ideal é que não ultrapasse 20% para não comprometer outras áreas da vida como lazer ou educação.

Também é preciso observar se quem está alugando o imóvel é realmente o proprietário. “Pode parecer óbvio, mas não é. Esse tipo de problema é enfrentado principalmente por quem aluga um imóvel para temporada”, afirma Bueno.

Outro passo importante é visitar o imóvel e se possível em diferentes períodos: manhã, tarde e noite, observar o trânsito no local e o movimento de pessoas. “Primeiro porque é preciso ter certeza de que está vazio, se está em condições de uso e, num segundo momento, para avaliar o bairro e o entorno que pode ser um bairro pela manhã e outro à noite, como ocorre na região central, por exemplo”.

A visita inclui a garagem. Vale a pena ir com o carro e estacionar para ver se ele cabe na vaga. Isso é válido, principalmente no caso de prédios antigos, que foram projetados para carros pequenos e médios. Alugar um imóvel sem conferir o tamanho da vaga e se ela é determinada é dor de cabeça na certa.

O trânsito é um problema nas grandes cidades. Um aspecto que deve ser observado é a distância entre o imóvel escolhido e o trabalho. É preciso avaliar o tempo para o deslocamento e o valor gasto com condução ou gasolina. Vale a regra: quanto mais próximo do local do trabalho, melhor.

Na hora da escolha, vale ficar atento às condições do local. De acordo com a Lei do Inquilinato, o proprietário deve entregar o imóvel em boas condições de uso, sem vazamento grave ou mofo.

Vale fazer uma vistoria detalhada, testar a parte elétrica e hidráulica para conferir se não existe nenhum problema estrutural.

Imóvel escolhido, o segundo passo é definir qual será a garantia para o proprietário. “Para assinar o contrato é preciso ter um fiador, uma pessoa de confiança que se responsabiliza pelo pagamento do aluguel caso o inquilino não pague”, explica Viana Neto.

Na ausência de um fiador, vale procurar uma seguradora para contratar o seguro-fiança, que pode custar um aluguel e meio por ano. Nesse caso, o locatário não precisa depositar nenhum valor de caução e não precisa de fiador. Cobre todas as obrigações como multas, encargos e até danos ao imóvel.

Para Viana Neto, também é possível usar título de capitalização como garantia ou depósito caução no valor de três aluguéis, “o que não é muito aceito pelos proprietários porque em caso de não pagamento, uma ação judicial supera esse período”.

O proprietário deve ficar atento e buscar informações sobre a pessoa que tem intenção de alugar o imóvel. “É importante saber quem é a pessoa e a imobiliária pode fazer essa pesquisa”, diz Viana Neto.

“O proprietário responde por multas e reclamações no condomínio, portanto, é preciso estar atento antes de assinar o contrato”.

Quais os principais documentos exigidos na locação de um imóvel?

Sair da casa dos pais, ir trabalhar em outra cidade ou estudar em outro estado são algumas das situações que exigem que uma pessoa procure um imóvel para alugar. O problema é que nem sempre as pessoas têm conhecimento sobre a lista de documentos para a locação de imóveis que são exigidos pelas imobiliárias.

Esse desconhecimento pode gerar grandes dores de cabeça para uma pessoa que possui pressa em se mudar ou que não dispõe de tempo para conseguir a papelada necessária.

Como sempre, estar bem informado é a solução para esse mal-estar. Por isso, este artigo trará a lista dos documentos para locação sem os quais você não poderá se mudar. Vamos conhecê-los?

Documentos para a locação: locatário

Para o locatário são exigidos os seguintes documentos:

Cópia autenticada em cartório do RG e CPF do locatário e cônjuge;

Comprovante de residência;

Comprovante de renda atualizado do locatário e de seu cônjuge.

OBS: Normalmente, a renda mínima exigida para alugar um imóvel precisa ser equivalente a três vezes o valor do aluguel mais encargos.

Modalidades de garantia:

Modalidades de garantia são uma exigência comum entre as imobiliárias, por isso, as mais comuns são:

Fiador: O fiador deverá preencher uma ficha de cadastro, nesse documento será anexado os seguintes itens:

Cópia autenticada do RG e CPF do fiador e cônjuge;

Comprovante de residência;

Comprovante de renda na forma de holerite ou Imposto de Renda do fiador e seu cônjuge. Assim como no caso do locatário, a receita mínima deve ser equivalente a três vezes o valor do aluguel.

Cópia atualizada do registro de imóvel

Certidão atualizada de estado civil.

Seguro Fiança: Caso você não possua fiador uma opção disponível é o seguro fiança. Nesse caso, procure uma instituição financeira que ofereça o serviço. Normalmente, o valor desse seguro equivale ao valor de dois aluguéis por ano.

Feito a contratação o locatário deverá apresentar os documentos referentes ao seguro fiança à imobiliária.

Carta Fiança: É um documento no qual uma pessoa ou empresa se responsabiliza pela quitação dos débitos referentes ao aluguel de um terceiro, de forma voluntária.

Título de capitalização: Se você tiver investido em títulos de capitalização poderá oferecê-los como garantia de pagamento, no lugar de apresentar um fiador.

Cessão Fiduciária: Um valor equivalente a 12 meses de aluguéis, mais encargos, que será depositado como garantia. Poderá ser recuperado de forma integral caso não haja inadimplência.

Caução Hipotecária: Ainda na falta de um fiador o locatário poderá apresentar um imóvel que possua como garantia do pagamento.

A documentação referente à modalidade de pagamento deverá ser verificada com cuidado e antecedência, afinal, pode variar de acordo com a imobiliária e nem todas essas opções estão disponíveis a todos os candidatos a locatário.

Alugar um imóvel não precisa ser uma tarefa difícil, basta que você procure a ajuda de profissionais imobiliários experientes.

Eles o ajudarão a encontrar uma casa que atenda às suas necessidades, além de te orientarem sobre toda a papelada.

Agora que você já sabe quais documentos para a locação de imóveis são exigidos antes de alugar uma casa ou apartamento não há razões para deixar tudo para a última hora, não é mesmo? Basta um pouco de planejamento.

8 conselhos para quem vai alugar um imóvel pela primeira vez

Escolher o local sem pressa e ficar atento à vistoria e aos reajustes são algumas das sugestões.

1. Pesquise o melhor imóvel com paciência

A instabilidade do setor imobiliário, motivada pela fase econômica do país, tem garantido muitas ofertas. Por isso, não tenha pressa para escolher o imóvel que melhor se adapta à sua

rotina. Uma pesquisa mais ampla também possibilita melhor capacidade de barganha no valor do aluguel.

2. Identifique a sua condição financeira

Antes de assinar o contrato, faça as contas.

Veja se o valor do aluguel do imóvel escolhido, somado ao IPTU e ao condomínio – no caso de apartamentos –, não ultrapassam 30% do rendimento familiar. É importante manter uma sobra no orçamento para as despesas com vestuário, alimentação, transporte e lazer.

3. Analise a situação do imóvel

Pesquise se o locador é realmente o titular do imóvel. É possível ter a confirmação solicitando a matrícula do imóvel a ser alugado ou o contrato de compromisso de compra e venda do mesmo.

4. Atente-se à documentação

Para alugar um imóvel, o locatário precisa ser maior de idade – ter 18 anos ou mais – e deve apresentar na imobiliária o RG, o CPF e comprovantes de residência e de renda. No caso do funcionário público e do trabalhador com carteira assinada, a comprovação de renda pode ser feita por meio do demonstrativo de pagamento. Aos profissionais liberais ou autônomos geralmente pede-se uma cópia do último imposto de renda ou do extrato bancário.

Caso o locatário não queira divulgar o seu imposto de renda, ele não é obrigado por lei. Contudo, deverá comprovar a anuidade financeira de outros meios: com um extrato bancário ou um comprovante de recebimento de aluguéis, por exemplo.

5. Escolha o imóvel que apresente a melhor garantia

Em toda a locação, o proprietário do imóvel pode exigir apenas uma forma de garantia. Dentre as mais usuais no mercado, estão: o uso de fiador – que tem custo zero ao locatário, o depósito caução e o seguro fiança.

O fiador escolhido tem de ser maior de 18 anos, não pode ter restrição cadastral (nome sujo), deve possuir renda, no mínimo, três vezes maior que o valor do aluguel e ser proprietário de algum imóvel. A maioria das imobiliárias ainda exige que fiador tenha um imóvel localizado na mesma cidade da residência a ser alugada, mesmo sendo uma prática que não consta na Lei do Inquilinato (Lei nº 8.245).

No depósito caução o locatário deve depositar na conta do proprietário um valor equivalente a três meses de aluguel. No fim da locação, deixando o imóvel em ordem, ele recebe tudo com correção monetária. Já o seguro fiança é feito diretamente com uma seguradora. Neste caso, paga-se, por ano, um valor não reembolsado que pode variar entre um e dois aluguéis.

6. Faça a vistoria antes de pegar as chaves

A vistoria visual, que identifica os defeitos a olho nu, deve ser feita antes da entrega das chaves. Mas, fique sempre atento: alguns contratos tendem a ser muito genéricos, alegando que todo o imóvel se encontra em perfeitas condições.

Aconselha-se, portanto, fazer a vistoria com uso de fotos e vídeos, identificando todos os furos na parede, riscos nos pisos e até problemas em fechaduras, portas e janelas. Lembre-se de guardar todo o material até a devolução do imóvel.

Deteriorações causadas devido ao mau uso são de responsabilidade do locatário. Já os chamados vícios redibitórios – aqueles problemas ocultos que já existiam no imóvel antes da entrega das chaves – devem ser corrigidos pelo próprio locador.  Os problemas ocultos, como os na rede hidráulica ou elétrica, são sempre identificados com o uso continuo e devem ser alertados até o tempo máximo previsto em contrato, que varia de locação para locação.

7. Leia bem o contrato

O contrato deve refletir toda a negociação entre locador e locatário, incluindo o tempo de permanência no imóvel e o laudo da vistoria de entrada. 

Durante o prazo estipulado para a duração do contrato, o proprietário não poderá reaver o imóvel alugado. Já o locatário poderá devolvê-lo pagando multa proporcional ao período de cumprimento do contrato.

No entanto, costuma-se pedir uma quantia referente a três meses de aluguel. Vale, portanto, negociar com o locador um tempo mínimo de permanência, para ser liberado da multa após determinado período.

Locador e locatário devem assinar e reconhecer firma no contrato. No caso de apartamentos, o inquilino recebe uma carta da imobiliária autorizando a mudança. Esta, por outro lado, deve seguir as regras internas do condomínio.

8. Fique de olho nos reajustes e cobranças

Por lei, o aluguel só pode sofrer reajuste anual, a fim de corrigir a inflação da moeda. Caso o aluguel esteja defasado, o locador, ou mesmo o próprio locatário, pode pedir a revisão a cada três anos. Neste caso, o ideal é que as partes cheguem a um consenso.

No caso de apartamentos, atente-se ao valor do condomínio.

É proibido repassar ao locatário as despesas de condomínio extraordinárias, ou seja, as que estão relacionadas à construção de benfeitorias no edifício, tais como a ampliação da garagem, piscina ou área de lazer. O inquilino só é obrigado a arcar com as despesas relacionadas à conservação, como pintura e manutenção dos elevadores.

Checklist: documentos necessários para alugar um imóvel

A documentação necessária para alugar um imóvel é uma das principais dúvidas para quem está em busca de uma locação. Os inquilinos contam com o corretor para informá-los de forma correta e segura sobre os documentos que serão exigidos para a validação do contrato.

Neste artigo, será apresentado um checklist de tudo que será indispensável tanto para pessoa física como para jurídica de maneira que a entrega do imóvel seja efetuada sem problemas, e como garantir que todas as informações passadas sejam verdadeiras.

Locatário:

No caso de o inquilino ser pessoa física, são necessários:

Documentos de identificação (RG e CPF);

Comprovantes de residência (que podem ser contas de água ou de luz);

Comprovantes de rendimento.

Para este último, são aceitos holerite, contracheque, carteira de trabalho ou mesmo a declaração do Imposto de Renda, desde que a renda comprovada seja igual ou superior a três vezes o aluguel.

A locação em nome de uma empresa (pessoa jurídica) precisa de:

Documentos de identificação dos representantes legais da companhia;

Cartão CGC (Cadastro Geral de Contribuintes);

Inscrição Estadual ou Municipal;

Contrato social com quaisquer alterações;

Balanço patrimonial dos últimos dois exercícios;

Balancete mais recente;

Caso o contrato social não conceda poderes aos representantes legais, será necessário também uma procuração.

Renda:

Os comprovantes de renda para inquilinos pessoa física vão variar conforme a situação empregatícia.

Os autônomos ou profissionais liberais devem apresentar a Decore (Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos) assinada pelo contador com o número do CRC (Conselho Regional de Contabilidade) e os contratos de prestação de serviços que estiverem vigentes.

Os aposentados ou pensionistas precisam comprovar o recebimento dos respectivos benefícios.

Já os comerciantes ou industriais precisam fornecer o cartão do CNPJ, do contrato social da empresa e a Decore assinada pelo contador com o CRC.

Caso o inquilino seja um trabalhador da economia informal sem qualquer um desses documentos, ele precisará de uma declaração que comprove o vínculo com o sindicato da classe.

Locador:

Para o proprietário, a documentação é mais simples.

Comprovante de propriedade do imóvel;

Documentos de identificação: RG e CPF para pessoa física;

CGC, contrato social e designação de poderes aos representantes legais, para pessoas jurídicas.

Fiador

Os fiadores pessoa física precisam apresentar:

os mesmos documentos exigidos do inquilino;

Certidão de ônus reais;

Cópia do último IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) do imóvel.

No caso de pessoa jurídica, é essencial que o contrato social da empresa tenha uma permissão explícita para conceder fiança para terceiros. O restante da documentação é o mesmo exigido para locatários empresariais.

A locação só estará válida após a entrega do contrato devidamente assinado por inquilino e fiador, com firmas reconhecidas em cartório. Com isso, as chaves do imóvel serão entregues, e o aluguel passa a vigorar.

Agora que você já tem um checklist da documentação solicitada para alugar um imóvel, fica mais fácil providenciar a papelada com a garantia de que terá tudo que é necessário.

Você que está a procura de um imóvel aqui, considere aluguel apartamentos em Niterói não só como uma moradia, mas também como potencial investimento para o futuro. Sobre investimento, fique atento ao mercado de imóveis e suas centenas de oportunidades. Utilize os filtros de busca do Dreamcasa e encontre o imóvel que deseja na medida certa para você.